Ir para conteúdo



Foto

[Review] Samsung Galaxy S II


  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico

#1

Andrea77

    Super Administradora

  • S. Administradores
  • 4.262 posts

Postado 18 Jun 2012 - 11:37



Existem poucos smartphones que reúnem o melhor (ou quase) dos recursos disponíveis em hardware e software. É o caso do Samsung Galaxy S II, que em uma só peça muito fina oferece uma tela enorme, câmera excelente, sistema operacional de última geração e uma interface muito bem afinada.

1) Hardware

Processador Cortex A9 dual-core de 1,2 GHz, 16 GB de armazenamento interno e tela de 4,27″ (800 x 480, protegida por Gorilla Glass) já deixam o Galaxy S II no topo da cadeia alimentar dos smartphones à venda no Brasil (na linha com dois núcleos, dá para contar ainda o Motorola Atrix e o LG Optimus 2X). Junte a ele Android 2.3 e um design ultrafino e leve (116 gramas, 125 x 66 x 8.5 mm) e o aparelho fica irresistível.

Na frente, apenas o botão central e duas opções: menu e voltar. Atrás, a câmera de 8 megapixels com flash LED e o conector 3,5 mm para fone de ouvido. Embaixo, o conector micro-USB 2.0 para carregar a bateria (e que pode ser dispensado para trocar dados com o computador).




Na lateral esquerda, controles de volume….





E ao lado direito, o botão de liga/desliga/trava a tela:




Removendo a tampa da bateria (extremamente fina também), vemos o slot para o SIM card (o Galaxy S II é quad-band em GSM e HSDPA) e a entrada para cartão microSD adicional (até 32 GB).





E, sem a bateria, informações gerais sobre o aparelho.





2) Interface e aplicativos pré-instalados:

O Samsung Galaxy S II é vendido com a versão 2.3 “Gingerbread” do sistema operacional Android. É a mais recente para smartphones, e conta com a customização “TouchWiz” (e que ainda vai render resultados de uma briga judicial com a Apple pela similaridade entre o TouchWiz e o iOS). Os aplicativos pré-instalados incluem o básico do Google (Talk/Market/Gmail/Mapas), os “hubs” Leitura, Games e o app Social da Samsung .





E outros extras bacanas – uma demo de Hero of Sparta HD, um gravador de voz, apps de livros e jornais (Livraria Cultura, Folha de S.Paulo).





Como é comum nos Androids mais novos, as telas iniciais estão ali.






E recursos antes comuns apenas em widgets de terceiros, como o controle de acesso à rede de dados e o gerenciamento de arquivos, aparecem integrados ao sistema. Ponto pra Samsung.







Merece destaque também o Editor de Fotografias (não é um Photoshop, mas quebra um galho quando se está com pressa para faze ajustes básicos em fotos).





E o Roteador Wi-Fi, com direito a ícone no menu de aplicativos (nada de novo, mas mostra que a Samsung, pelo menos na versão desbloqueada do Galaxy S II, não quer esconder o recurso do consumidor – mas não dá para garantir que alguma customização de operadora – alô, Claro – não vá omitir o roteador). Vale sempre lembrar que, ao usar o roteador, é bom ter o carregador de bateria por perto.






Outro recurso bacana que vi aqui (e já estava presente de forma similar em aparelhos da Motorola, como o Milestone 2 e o Atrix) é o Kies Air. Por Wi-Fi, ele compartilha dados com o computador via navegador…






E mostra, no browser, todos os arquivos e registros recentes do smartphone. Não é mais rápido que usar o cabo miniUSB para trocar dados, mas traz informação rápida sobre o que está ocupando espaço ali.






3) Câmera e multimídia.

Para multimídia, o Samsung Galaxy S II é a máquina. Tenho uma certa obsessão com aparelhos que rodam de maneira decente arquivos DivXe, bem, o aparelho entrega direitinho, tanto AVI:






Quanto DivX 720p sem engasgar (yay! e yay! para os fãs de Fringe).






A câmera? Imagens de 8 megapixels impecáveis sem flash. Tem uma galeria de fotos no Flickr. E faz vídeos em 1080p – mais que exagerado/necessário para um smartphone hoje em dia (se instalar o Google+, não esqueça de configurar o upload automático apenas para Wi-Fi, ou seu plano de dados… vai para o espaço).

4) Tela

Por mais que você deixe as configurações de brilho do aparelho no máximo, o navegador reajusta o brilho de modo (aparentemente) automático. E isso deixou a tela do Galaxy mais escura que os concorrentes. Como o Optimus Black e o Xperia Arc já foram embora, veja fotos comparando o brilho da tela do Galaxy S II (à direita) com o LG Optimus 2X(à esquerda).






Sim, a tela AMOLED é bastante brilhante.







A tela grande – e a largura do aparelho -, porém, podem ser um problema para usar o aparelho com uma mão só. Eu (1,83 m de altura) tenho mãos grandes e o Galaxy S II ficou “sobrando” ao manipular (a ponta do dedão não alcança o topo da tela!). Então, a dimensão do aparelho pode ser um fator limitante para quem tem mãos pequenas. E a sensibilidade da tela é, sem dúvida, a melhor que a Samsung já desenvolveu/instalou em um aparelho: dedos deslizam muito bem sobre a tela multitoque.

5) Desempenho:

Nos benchmarks padrão do Android, o Galaxy S II mostrou todo seu poder de processamento, com números altos e que servem de referência para futuros testes neste ZTOP.

Resultados:

- Vellamo Browser: 968 pontos
- Quadrant Standard Edition: 2.959 pontos
- AnTuTu Benchmark: 5.660 pontos
- NenaMark 1: 59,8 quadros por segundo
- NenaMark 2: 44,1 quadros por segundo

Na comparação com o LG Optimus 2X em benchmarks o Galaxy S II bate o modelo da LG em todos os testes, completando tarefas quase um minuto à frente (notadamente no Vellamo Browser).

Vale lembrar que o Optimus 2X tem um processador dual-core de 1 GHz (e alguns outros atrativos que o Galaxy não tem, como saída HDMI nativa):

- Vellamo Browser: 626 pontos
- Quadrant Standard Edition: 2.480 pontos
- AnTuTu Benchmark: 4.118 pontos
- NenaMark 1: 54,3 quadros por segundo
- NenaMark 2: 26,3 quadros por segundo

Veja os dois lado a lado rodando os testes em vídeo (na ordem, Vellamo, Quadrant Standard, NenaMark 1, NenaMark 2 e AnTuTu):



http://www.youtube.com/watch?v=MqnNE8hT6U0



Bateria: em um dia de uso intenso (3G, GPS, e-mail, ligações, roaming, Twitter, Foursquare, Facebook, Internet, SMS), a bateria levou 11 horas para atingir o nível de 14%. Número bastante interessante para um aparelho que tem um ótimo sistema de gerenciamento de energia (abaixo de 50% você pode desligar 3G, Wi-Fi, sincronizações, brilho etc.). Ainda não é o mundo ideal em que a bateria de um smartphone atinja um dia inteiro -no meu ponto de vista, das 8h às 22h – sem pedir recarga.

Conclusões:

O Samsung Galaxy S II é mais um acerto dos coreanos no mercado de smartphones. Com hardware excelente que faz de tudo um pouco, gerenciamento inteligente da bateria, câmera boa e o Android mais recente, vale o investimento de R$ 1.999 (preço sugerido desbloqueado). Roda rápido, tira boas fotos, tem o melhor do Android. Precisa de mais?



Resumo: Samsung Galaxy S II (GT-i9100)


O que é isso? Smartphone com sistema operacional Android.
O que é legal? Tela grande, bom desempenho, excelente suporte para vídeos e fotos.
O que é imoral? GPS demora a responder, tamanho do aparelho pode incomodar.
O que mais? Design ultrafino, boa câmera.

Preço sugerido: R$ 1.999 (operadoras podem ter ofertas com planos de dados e voz melhores)

Onde encontrar: Samsung


Fonte: Terra via ZTOP por HENRIQUE MARTIN

Arquivo(s) anexado(s)


"Antes de me Criticar .... Tente me Superar!!!"