Ir para conteúdo



Foto

Defy Pro aposta na dureza e no teclado QWERTY


  • Por favor, faça o login para responder
1 resposta neste tópico

#1

Andrea77

    Super Administradora

  • S. Administradores
  • 4.269 posts

Postado 03 Set 2012 - 18:08

Assim como os outros modelos da linha, o Defy Pro possui certificação IP67, ou seja, nenhum grão de areia ou poeira pode penetrar sua carcaça, além de garantir resistência à água com até 1 metro de profundidade por 30 minutos. Suas conexões (P2 e micros) são vedadas por lacres de borracha.



Além da resistência a condições climáticas adversas, esse aparelho contempla os fãs dos bons e velhos botões físicos. Com um teclado QWERTY completo, esse smartphone relembra que o mundo ainda não foi completamente dominado pelas teclas sensíveis ao toque. Na primeira linha de botões, as funções de cada tecla são claras e simples o bastante. Trata-se do “Send”, “End” e dos quatro botões tradicionais do Android (menu, home, voltar e pesquisar). Tudo fica mais complexo logo abaixo, com o teclado alfanumérico. Todas as teclas têm uma função secundária, acessível com o auxílio de um dos dois botões ALT. O layout geral é um pouco carregado, mas não deve ser difícil de memorizar com algum tempo de prática. O botão direcional é, talvez, o pior do grupo. A área dedicada ao “enter” é excessivamente grande e os botões de direção são pequenos demais.




Mesmo assim, o Defy Pro traz um LCD capacitivo de 2,7 polegadas. A soma dos dois mundos (touchscreen e teclado) poderia trazer grandes vantagens. No entanto, a resposta aos toques da pequena tela é sofrível. O resultado é desagradável a ponto de a resolução baixa de 320 por 480 pixels não ser considerada o maior problema.

Com uma adaptação de interface muito similar à do Atrix, o Defy Pro traz widgets customizados para área de trabalho e suas funções são muito dependentes da tela sensível ao toque. Abandoná-la e partir para um uso exclusivo do direcional físico não é das tarefas mais cômodas. Como é comum em celulares com teclado físico, há apenas uma orientação de uso: a de paisagem. Aplicativos que, por um motivo ou outro, precisam renderizar telas com mais linhas verticais do que horizontais (ou seja, precisa da orientação em retrato) forçam a mudança da orientação. A imagem resultante é menor e, é claro, adota uma posição estranha para o aparelho.

Para amenizar dificuldades, a Motorola inseriu uma barra inferior com até quatro atalhos para aplicativos. Visível na tela principal, ela é oculta nas demais. Um movimento na parte inferior da tela de baixo para cima (assim como o da barra de notificações) traz a barra à tona. O usuário pode acrescentar e ordenar até seis telas iniciais.

O Defy Pro merece um grande elogio para seu player multimídia. Mesmo que a tela não seja a mais indicada para ver um filme, o player possui controles para alternar tamanho, fonte e cores das legendas, além de exibir linhas do tempo com o progresso do filme ou miniaturas para cada cena. O usuário pode tirar screenshots do vídeo e salvar pontos na timeline que funcionam como bookmarks. Basta pressionar o thumbnail salvo para retornar para esta ou aquela cena. O player rodou arquivos DivX, Xvid, AVI, WMV, MKV, 3GP e MP4.







Avaliação

  • PRÓS Corpo resistente; boa duração de bateria; teclado físico
  • CONTRAS Android defasado; interface prejudicada por tela pequena;
  • CONCLUSÃO Aparelho indicado para quem sente falta das boas e velhas teclas
Ficha Técnica
  • 3G
  • Android 2.3.7
  • Cortex A5 1 GHz
  • 1 GB + 2 GB (microSD)
  • Tela de 2,7”
  • Câmeras de 5 MP e VGA
  • 115 g
  • 12h29min de bateria
Avaliação de Cauã Taborda (Info Online)

Se a precaução fez com que você perdesse a oportunidade de tirar fotos dos Lençóis Maranhenses com seu smartphone, ou até hoje faz você sair correndo para não pegar uma chuvinha, a Motorola pode diminuir esses riscos com um novo membro da família de aparelhos resistentes, o Defy Pro.


Fonte:Info Online

Arquivo(s) anexado(s)


"Antes de me Criticar .... Tente me Superar!!!"



#2

Renato Figueiredo

    Iniciante

  • Membros
  • Pip
  • 2 posts

Postado 31 Ago 2014 - 15:33

Por engano deletei um aplicativo chamado "Home" no meu Motorola Defy Pro XT560, com Androide 2.3.7 (bloqueado TIM). Depois disso apareceu mensagem de erro, etc…  Decidi então fazer recovery completo no aparelho e selecionei wipe data/ factory reset (delete all user data). Reiniciei o Defy Pro Xt560, mas, na última etapa das configurações iniciais, logo após aceitar os “Termos do Serviço Motorola”, o celular  apresenta o seguinte problema: "O aplicativo Termos de Serviço (processo com.motorola.blur.setup) parou inesperadamente. Tente novamente”. Ao clicar “Forçar fechamento”, a tela do celular fica completamente preta. Apenas a barra de cima com status de conexão, bateria e hora, são visíveis. O celular desliga. O ligar, inicialmente aparece o logo da Motorola, com o sinal, e a pequena tremida característica. Logo depois, aparece a proteção de tela da TIM . Quando consigo desbloquear a tela ela volta a ficar preta. Detalhe: o aparelho responde chamada normalmente (consigo até realizar chamadas). Alguém saberia dizer se esse problema tem solução ou, definitivamente, meu aparelho não tem conserto?