Ir para conteúdo



Foto

Galaxy S8 chega ao país com tela infinita e novo botão; veja preço


  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico

#1

Andrea77

    Super Administradora

  • S. Administradores
  • 4.262 posts

Postado 12 Mai 2017 - 14:54

Galaxy S8 começa a ser vendido oficialmente no Brasil nesta sexta-feira (12), menos de dois meses depois do anúncio em Nova York, durante o evento Unpacked 2017. O novo celular top de linha da Samsung chega em dois modelos (S8 e S8 Plus) e se destaca pela tela "infinita", que é como a fabricante chama o display curvo presente nos smartphones.
 
A seguir, você encontra uma lista com oito pontos importantes para saber antes de comprar o Galaxy S8. Leia o artigo abaixo para descobrir se vale a pena investir no lançamento da Samsung, e qual modelo é o ideal para você.
 
 
1) Tela maior sem aumentar muito as dimensões do celular
 
A principal mudança do Galaxy S8 está na tela, cujo tamanho avantajado – 5,8 polegadas na versão normal e 6,2'' no S8+ – acaba mudando fortemente o visual do aparelho. O display ocupa boa parte da frente do celular e tem curvas nas laterais que dão aparência de ausência de bordas. A proporção está diferente, agora de 18,5:9, dando ao telefone um aspecto mais alongado do que o usual.
 
Com isso, o Galaxy S8 acaba praticamente não aumentando de tamanho em relação ao Galaxy S7. Embora tenha 0,7 polegadas a mais de tela, o novo modelo é mais alto que o antecessor, mas compensa com corpo mais estreito.
 
marca_galaxy_s8_4.jpg
Galaxy S8 tem tela curva de 5,8 polegadas (Foto: Luciana Maline/TechTudo)
 
O painel ainda usa a tecnologia Super AMOLED de antes, dessa vez com resolução Quad HD+ (2960 x 1440 pixels), um pouco maior do que no Galaxy S7. Por padrão, no entanto, o S8 vem configurado para Full HD.
 
 
2) Não tem mais botão físico
 
 
Com o aumento do display, que ocupa boa parte do setor frontal, o Galaxy S8 perdeu o botão físico que trazia desde a primeira geração Galaxy S. A mudança levou as teclas de navegação (Recentes, Voltar e Home) para dentro do software, assim como em modelos da Motorola, LG e Sony. O botão central continua dando resposta tátil, vibrando ao ser pressionado com força pelo usuário – mecanismo parecido com o do botão Home do iPhone 7.
 
 
 
marca_galaxy_s8_2.jpg
Leitor de digitais do Galaxy S8 está em lugar incomum para celulares da Samsung (Foto: Luciana Maline/TechTudo)
 
 
3) Leitor de digitais foi para a traseira
 
Também em consequência do aumento da tela, o leitor de impressões digitais, que antes ficava no botão físico, foi movido para a parte traseira do aparelho. No Galaxy S8, o desbloqueio por digital é feito em um sensor posicionado ao lado da câmera principal. Essa foi, até o momento, a principal crítica ao aparelho, já que o corpo alongado do S8 torna mais difícil alcançar o sensor biométrico – especialmente na versão S8 Plus.
 
 
4) Dobro de armazenamento
 
O Galaxy S8 é vendido só com uma opção de armazenamento, que agora é de 64 GB, o dobro da quantidade oferecida ano passado na dupla Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge. A capacidade mínima é também maior do que na maioria dos concorrentes vendidos no Brasil. Para obter mais espaço, a Samsung oferece slot para cartão de memória, que pode ser de até 256 GB.
 
 
5) Tem entrada para fone de ouvido
 
Ao contrário de aparelhos como iPhone 7 e Moto Z, o Galaxy S8 manteve a entrada padrão de fones de ouvido. O celular da Samsung é cerca de 1 mm mais espesso do que o rival da Apple, o suficiente para caber a porta P2 para fones analógicos. A Samsung ainda inclui na caixa um par de fones melhor do que em anos anteriores, fabricado pela Harman.
 
 
6) Não tem mais versão com tela plana
 
Ambos os modelos do S8 trazem telas com bordas curvas, diferentemente da geração anterior. Nos celulares top de linha do ano passado, o consumidor deveria escolher entre um S7 com display plano e um S7 Edge curvo. Dessa vez, portanto, existe menos diferença entre as versões. Na prática, o que muda é o tamanho e a bateria.
 
 
 
marca_galaxy_s8_3.jpg
Destaque do Galaxy S8 é a tela (Foto: Luciana Maline/TechTudo)
 
 
7) O aparelho é dual chip
 
O Galaxy S8 brasileiro, ao contrário da versão comercializada nos EUA, é compatível com dois chips de operadora. Todas as versões nacionais são assim, sejam vendidas em operadoras ou pela loja oficial da Samsung. O celular, porém, oferece uma bandeja híbrida que força o usuário a escolher entre o segundo chip SIM ou cartão microSD para expandir a memória.
 
 
8) Preço alto
 
O Galaxy S8 chega ao Brasil nesta sexta-feira (12) por um preço de lançamento mais alto do que o cobrado pelo Galaxy S7 em 2016. O smartphone desembarca por R$ 3.999 na versão menor, R$ 200 a mais que o lançamento do ano passado; e por R$ 4.399 na variante Plus, com R$ 100 de acréscimo em comparação com o Galaxy S7 Edge na estreia.
 
Os valores também são mais altos do que o rival iPhone 7, que custa a partir de R$ 3.499 na loja online da Apple; e o iPhone 7 Plus, vendido oficialmente por R$ 4.099.
 
 
Fonte: TechTudo.
 

"Antes de me Criticar .... Tente me Superar!!!"