Ir para conteúdo



Foto

O que é GPRS / EDGE / HSPA / EV-DO.


  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico

#1

Brunohc

    Membro Platinum PluS

  • Membro Prime
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 4.370 posts

Postado 18 Jul 2007 - 18:20

GPRS - General Packet Radio Service





É uma tecnologia que aumenta as taxas de transferência de dados nas redes GSM existentes. Esta permite o transporte de dados por pacotes (Comutação por pacotes). Sendo assim, o GPRS oferece uma taxa de transferência de dados muito mais elevada que as taxas de transferência das tecnologias anteriores, que usavam comutação por circuito, que eram em torno de 12kbps. Já o GPRS, em situações ideais, pode ultrapassar a marca dos 170kbps. No entanto na prática, essa taxa está em torno dos 40 kbps.



Diferente das tecnologias de Comutação de Circuitos que é um modo no qual uma conexão (ou circuito) é estabelecida do ponto de origem da transferência de dados ao destino. Recursos da rede são dedicados por toda a duração da chamada, até que o usuário interrompa a conexão. No GPRS o serviço é ”sempre ativo”, ou seja, ele é um modo no qual os recursos somente são atribuídos a um usuário quando for necessário enviar ou receber dados. Esta técnica permite que vários usuários compartilhem os mesmos recursos, aumentando assim a capacidade da rede e permitindo uma gerência razoavelmente eficiente dos recursos. Isto permite às operadoras GPRS disponibilizar acesso à Internet móvel em alta velocidade e a um custo razoável, pois a cobrança é feita pela quantidade de pacotes de dados transmitidos e não pelo tempo de conexão à rede.



Velocidade





Taxas de transferência teóricas de até 171,2 kbps (kilobits por segundo)(Como já foi mencionado é comprovado que a tecnologia funciona no maximo à 40kbps) são possíveis com GPRS usando todos os oito timeslots ao mesmo tempo. Isso é uma taxa de transferência próxima de três vezes mais rápida do que as possíveis nas redes de telecomunicações fixas e dez vezes mais que os atuais serviços de CSD nas redes GSM. No entanto, na prática essa taxa de transferência gira em torno dos 40 kbps.



Disponibilidade imediata





GPRS facilita conexões instantâneas pois a informação pode ser enviada ou recebida imediatamente conforme a necessidade do usuário. Não há necessidade de conexões dial-up através de modems. Algumas vezes, diz-se que os usuários de GPRS estão “sempre conectados”. Disponibilidade imediata é uma das vantagens de GPRS (e SMS) quando comparado com CSD. Alta disponibilidade imediata é uma característica muito importante para aplicações críticas como autorização remota de lançamento em cartões de crédito, quando é inaceitável que o cliente seja mantido em estado de espera por mais de 30 segundos além do necessário.





GSM Evolution (EDGE) ou Enhanced GPRS (EGPRS)





É uma tecnologia digital para telefonia celular que permite melhorar a transmissão de dados e aumentar a confiabilidade da transmissão de dados. Embora o EDGE seja tecnicamente uma tecnologia da 3ª Geração, geralmente é classificada como um padrão 2,75G, já que é uma melhoria feita nas redes 2,5G (GPRS) e não a criação de um sistema propriamente dito. EDGE foi introduzido nas redes GSM no mundo por volta de 2003, inicialmente na América do Norte.



E pode ser usada para qualquer troca de pacotes como uma conexão com a internet. Dados em alta-velocidade e serviços como streaming de vídeos, rádios ao vivo, transferência de arquivos são possíveis nesta tecnologia.

Índice



Tecnologia





EDGE/EGPRS é implementado como uma tecnologia que serve como complemento as redes GSM e GPRS 2G e 2.5G, assim é mais fácil para adaptar as operadoras que já tem uma base implementada em 2G, podendo adicionar como um serviço adicional, sem ter que trocar a infra-estrutura.



Embora a rede EDGE não requira hardwares especiais ou mudanças de softwares a ser feitas no núcleo da rede GSM, as estações base têm que ser modificadas. Algumas unidades de um transmissor compatível com a tecnologia EDGE precisam ser instaladas e o subsistema da estação base (base station subsystem -BSS) necessita de ser atualizado para suportar o protocolo EDGE. Um novo terminal móvel e um software também é requerido para decodificar / codificar a nova modulação e esquemas de codificação e carregar taxas de utilização de dados para implementar os novos serviços.



Técnicas de transmissão





EDGE pode fornecer velocidade acima de 236.8 kbit/s em 4 espaços de tempo (teoricamente o máximo seria de 473,6 kbit/s em 8 espaços de tempo) no modo pacote e conseqüentemente vai convergir ao padrão de redes da terceira geração (3G), já que a exigência para uma rede 3GP foi aceita pela União Internacional de Telecomunicações (ITU) como parte da família IMT-2000 dos padrões 3G. Isso também melhora o circuito de modo de dados chamado HSCSD, melhorando ainda mais a taxa de transferência de dados a este serviço.



Redes em Operação





O protocolo EDGE é suportado ativamente pelos operadores GSM na América do Norte e na América do Sul. Algumas operadoras GSM vêem a tecnologia UMTS como uma atualização de última geração e planejaram não escolher o EDGE como tecnologia de transferência de dados em sua rede e preferiram adotar a UMTS como um passo a frente. Mas de modo geral, a tecnologia mais usada atualmente na América do Sul é a EDGE devido ao baixo custo de implementação dessas tecnologias nas consolidadas redes 2G, 2.5G que estão presentes em maior quantidade no continente.



HSPA





High Speed Packet Access (HSPA) é uma versão avançada da UMTS que engloba as duas direções de transmissão de informações – o downlink (HSDPA) e o uplink (HSUPA). Capaz de oferecer altas taxas de transmissão (pode atingir médias entre 550 e 1100 Kbps no downlink), acredita-se que ela possibilitará uma experiência real de banda larga móvel para o mercado de massa. Por conta dessa característica, a HSPA também deverá representar um barateamento significativo no custo por bit, o que vai possibilitar que muitos serviços multimídia que hoje só são acessíveis por meio de computadores convencionais cheguem aos telefones celulares.



HSPA +





A 3GPP já está estudando o próximo padrão que irá substituir o HSDPA, que é o HDSPA Evolution – ou simplesmente HSDPA +. Com essa atulização, a entidade acredita que as operadoras poderão investir na expansão de suas infra-estruturas sem ter que alterar o núcleo, nem a interface atual de seus sistemas de gestão de dados.



EV-DO





1x Michelly, abreviado como EV-DO, 1xEV-DO ou EVDO é uma tecnologia de terceira geração (3G) do CDMA, desenvolvida pela empresa Qualcomm, e que é a evolução das tecnologias CDMA de segunda geração (2G) - CDMAone - e de "segunda geração e meia" (2,5G) -CDMA1xRTT -, e que possibilita a transmissão de dados a até 2,4Mbps. É optada pela maior operadora do Brasil a Vivo e em Portugal pela Zapp.



O CDMA 1xEVDO, onde EVDO significa Evolution Data Only (Evolução Apenas de Dados), ou Evolution Data Optimized (Evolução de Dados Optimizados).



Isto devido ao fato da tecnologia fazer apenas a transmissão de dados, sendo que a voz continua sendo transportada pelo CDMA 1xRTT, com isso além de liberar a tecnologia precedente para transportar livremente voz e ser totalmente compatível com o mesmo, ela permite transmitir uma alta capacidade de dados em uma única canalização de 1,25MHz.



Assim a freqüência é usada mais racionalmente e o custo de transmissão de cada MegaByte fica mais barato.



Esta tecnologia também é adota no acesso a banda larga através de rádio-freqüência para uso doméstico e comercial pela Embratel, produto denominado Embratel Giro (No Brasil).