Ir para conteúdo



Foto

Palm entra no mercado dos celulares de baixo preço com Centro


  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico

#1

Brunohc

    Membro Platinum PluS

  • Membro Prime
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 4.370 posts

Postado 27 Set 2007 - 16:34

A Palm : apresentou seu menor celular inteligente nesta quinta-feira, marcando sua primeira incursão em faixa de preços mais baixos do mercado, no esforço de reanimar as perspectivas de expansão e oferecer uma alternativa mais barata ao iPhone, da Apple .

Na esperança de atrair consumidores em busca de modelos novos e de baixo custo, a Palm determinou que o novo "Centro", uma versão menor e mais leve de seu celular inteligente Treo, será vendida por cerca de 100 dólares.

Ambos os aparelhos oferecem teclados completos, tela de toque e capacidade de ler e enviar e-mails e administrar documentos e planilhas.

O Centro pesa apenas 113 gramas, e é um pouco maior que um cartão de crédito. O aparelho será vendido exclusivamente pela Sprint Nextel, pelo resto do ano nos Estados Unidos.

Os executivos da Palm dizem que o Centro está direcionado a usuários tradicionais de celulares que procuram por um aparelho mais poderoso a preço moderado. O Treo tende a custar 300 dólares ou mais, e concorre com modelos de preço mais alto e de uso executivo, como o BlackBerry, da Research in Motion .

Ainda que os executivos da empresa digam que o objetivo do Centro não é concorrer diretamente com o iPhone, cujo preço é cerca de quatro vezes mais alto, é difícil não comparar os dois aparelhos, ambos equipados de tela de toque e capacidade de navegação na Web, além de recursos para administrar fotos, música e e-mail.

Colligan se recusou a dizer que outras operadoras poderiam vender o Centro depois que vencer o período de exclusividade de 90 dias concedido à Sprint, ou se o preço de 100 dólares seria mantido, afirmando apenas que "este é o preço ao qual desejamos vendê-lo --não se trata de uma promoção".

Nos EUA, a Apple assinou acordo de exclusividade por alguns anos com a AT&T para a distribuição do iPhone.

Michael Gartenberg, analista da Jupiter Research, disse que o Centro "não é especialmente moderno ou atraente", mas que o grande número de compradores de celulares que desejam recursos multimídia e de negócios a baixo preço se interessariam.







Font:

Imagem(ns) anexada(s)

  • palm centro.jpg
  • an.i.uol.com.br_ultnot_home_reuters.gif